18 de maio de 2010

Anda lá, dá-me a mão. Quero pôr-te a voar. Sabes que tens pés de chumbo, não sabes? Precisas tanto de te despreocupar por um instante. Vá, desamarra os atacadores e dá-me a mão, não te vais arrepender, prometo. Está tanto Sol lá em cima, e sopra uma brisa que parece do paraíso. Vais querer ficar por lá. Estás pronto? Vamos. (Mas não me largues a mão.)

2 comentários:

  1. e com a tua mão, ninguém terá vontade de largaR!

    ResponderEliminar
  2. Deixa-me morder-te a mão.................. :)

    ResponderEliminar